Buscar
  • GISELLE MENDOZA

Dicas Para Quem Quer Conhecer Fernando de Noronha


Número 1 na lista de viagens de quem ama natureza. Fui até lá e deixo aqui algumas dicas para você planejar as suas férias no paraíso!

Deixo algumas fotos que fiz também, claro! rs


Morro do Pico.

Noronha é Noronha. Um lugar como poucos. É preciso conhecê-lo para entender sua magia e descobrir seus encantos, que não se resumem apenas à beleza de suas praias. Há alguma coisa a mais, uma energia especial que paira no ar. As cores são mais intensas, a natureza é muito presente e as paisagens são fortes e marcantes. Só indo lá para descobrir, mas para isto é necessário deixar os hábitos urbanos e se intregar a ilha. Esqueça celulares e internet, lá o sinal é muito inconstante.

Fernando de Noronha é um parque ambiental muito protegido. Existe um número limite de turistas que podem entrar na ilha e é preciso pagar uma taxa diária para o Parque Nacional.


Palestra do Projeto Tamar na Praia do Porto.

A ilha pode ser visitada durante todo o ano. E faz calor durante todo o ano! Mas existem meses de preferência para surfistas e mergulhadores.


Bar do Cachorro.

Uma dica para olhar o pôr do sol é no Forte do Boldró, onde a galera tem o costume de festejar o entardecer com aplausos e assobios. Essa foto a cima do gato é no Bar do Cachorro, um bar famoso pelo seu Forró e que também é uma boa dica para assistir o pôr do sol tomando um suco ou uma cerveja.

Outra dica importantíssima para os amantes de fotografia: Se você tem uma gopro ou qualquer outra câmera sub-aquática, não esqueça na gaveta. Ela ficou muito mais grudada comigo do que a minha profissional. Fernado de Noronha tem paisagens e uma fauna lindíssima de baixo d'água!




Para chegar: Há diversos voos diários para a ilha partindo das principais capitais do Brasil, fazendo escala ou conexão em Recife ou Natal.

Pontos imperdíveis: Morro Dois Irmãos. O morro pode ser visto de várias praias da ilha, a mais perto é a praia Cacimba do Padre. Vale uma foto dele tirada de cada uma delas!




Morro Dois Irmãos. A primeira foto foi tirada da Praia Quixaba, a segunda da Cacimba do Padre e a última no Forte do Boldró.

Baia dos Porcos. Fica ao lado da Cacimba do Padre, pertinho do Morro Dos Irmãos. Ela é lindo por fora e por dentro d'água! Quando a maré está baixa, formam-se vários aquários naturais.





Baía dos Porcos (3 ultimas fotos feitas com gopro)

Forte da Vila dos Remédios. O Forte da Vila dos Remédios, hoje em ruínas, já é uma atração a parte por sua história secular. Mas a melhor coisa é visitar o local ao enterdecer, já que a vista é do sol se pondo entre o Morro Dois Irmãos. É o lugar mais sossegado para assistir ao crepúsculo, e na minha opinião, muito melhor que no Forte do Boldró onde tem muito mais agito. O Forte fica bem em cima da Praia do Cachorro, só que, como é mais alto, a vista fica mais bonita!



Forte da Vila dos Remédios (gopro)

Praia do Sancho. Pelo segundo ano consecutivo foi eleita “a melhor do mundo”. Então nem preciso explicar né!



Praia do Sancho.

A ilha é pequena e se você pretende ficar vários dias, pode aproveitar as caminhadas. Existe um ônibus que cruza a ilha de ponta a ponta e te deixa perto de qualquer lugar. Se o tempo é curto, vale alugar um buggy ou moto.

Não deixe de levar protetor solar, repelente, material de mergulho, máquina fotográfica comum e sub-aquática e dinheiro. Alguns lugares não aceitam cartão e o único banco que existe na ilha é o Santander.




Nos meses de junho e julho, fiquem atentos a programação das festas juninas. Achei a ilha muito rica em folclore e cultura nordestina.






Festa junina do Tamar e festa junina do porto.

E por último, não poderia deixar de citar o famoso e amigável Mabuya. Uma espécie de lagartixa que só existe na ilha. Não poderia porque mesmo a ilha sendo maravilhosamente recheada de animais de várias espécies, esses pequenos répteis são tão sociáveis e tão populosos na ilha que você irá encontrá-lo praticamente em todos os lugares. Eles vão entrar na sua mochila, nas suas roupas, no seu quarto, e se você resolver pegar algum biscoito ou fruta para comer na praia, se prepara, pois vão aparecer centenas deles a sua volta. Destemidos e curiosos, eles não vão ter medo de chegar perto, de roubar comida da sua mão ou passar por cima do seu pé.


E mesmo depois de ter conhecido toda a ilha, você vai querer repetir. Seria bom poder voltar para Noronha pelo menos uma vez por ano e aproveitar para dar um “reset” em seu cérebro. Tenha ciência de que ao fazer isso pela primeira vez, alguns conceitos e hábitos poderão ser mudados para sempre. Você poderá voltar com outra cabeça e passar a questionar uma série de valores da sociedade moderna. O que de fato será muito benéfico para a natureza, para você próprio e para toda a humanidade.












#fernandodenoronha #noronha #projetotamar #tamar #natureza #viagem #praia #férias #ilha

31 visualizações
  • Facebook - Círculo Branco
  • Pinterest - Círculo Branco
  • Branca Ícone Instagram
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now